quinta-feira, 5 de setembro de 2013

De dentro.


Um soluço.
Outro soluço.
Mais um soluço.
Dez goles seguidos de água.

Um soluço.
Outro soluço.
Mais um soluço.
Dez goles seguidos de água.

Um soluço.
Outro soluço.
Mais um soluço.
Dez goles seguidos de água.

Sinto então seus dedos acariciando-me o céu da boca.
Cerro os dentes na esperança de contê-lo,
enquanto ele os utiliza para afiar suas unhas.
Agonia.

Bastou um pensamento para que me esquecesse da guarda.
Sua mão saiu da minha boca e me agarrou os cabelos.
Com força, começou a puxá-lo, enquanto eu, apavorado, tentava me libertar.
Desespero.

Cravei-lhe no punho um garfo, esquecido sobre o criado mudo.
Soltou meus cabelos, e escorreu seu sangue por todo o meu rosto, por toda a minha roupa.
Aos poucos, o outro braço escorregou-me pelo céu da boca e saiu, arrancando-me os dentes, num rompante vingativo de fúria.

Com os dois punhos para fora, me puxava para dentro.
Para dentro de minha própria boca.
Resisti, lutei até onde pude, mas acabei por me entregar.
Me perdi para sempre dentro do meu eu, o labirinto sem fim. 




quarta-feira, 24 de abril de 2013

Coração de diamante.


A mais deslumbrante e mais preciosa das pedras, facetada em forma de coração, guarda em seus reflexos todos os sentimentos, todas as emoções. Todas. Tudo.
Sua lapidação foi concebida pela maior artesã da história; das nossas histórias: a vida. Sua cor, negra como a noite, foi escolhida por sua protegida para que tais reflexos, tais emoções, tão sensíveis e sinceras, fossem protegidas dos cortes necessários para que de pedra bruta passasse a jóia, agora a valorosa peça que bate em teu peito.
Faz-se de algóz, veste a máscara de uma sinceridade maldosa que atravessa qualquer barreira e derruba qualquer muro das lamentações.
Faz-se de dona; dona de suas vontades, escolhas e desejos, ao invés de permitir que estes a guiem.
Faz-se de sonsa, faz suspense, complica sua compreensão... disfarce para a mais pura e simples forma de amor, encarnada em teu coração de diamante; és bela, és amigável e adorável. És dura, és traíra, és cruel... és cada reflexo... És.




sábado, 30 de março de 2013

Medo.


Velho companheiro, presente desde meu primeiro suspiro nesse mundo, preciso lhe falar... conversa desagradável, papo pesado, mas infelizmente, necessário para a nossa relação; preciso te abandonar.

CALMA! Não será definitivo... Jamais seria definitivo, pois sem ti não saberia viver.
Preciso me afastar para que outros companheiros tenham sua chance, sua jogada. Sabe, será difícil para eles superarem seus feitos, mas a hora é chegada.

Dediquei muitos capítulos de meu livro da vida a ti, mas, não se ofenda, poucas dessas páginas contém momentos realmentes valorosos.
És meu melhor amigo, meu irmão, mas és suspeito; para ti, sou perfeito.

Assim sendo, querido maldito, te mandarei para um cantinho mais singelo do meu coração; exclusivo, ventilado e arejado, não se preocupe.
Durma bem, pois num futuro não muito distante, te acordarei com um terno beijo.

Um beijo de amor, um beijo de irmão.




sábado, 27 de outubro de 2012

Platônico.


Cercado por vontades efêmeras e personificado em meus desejos, tornei-me peça única. Porém, dentre tantas esquisitices, a ti me permito; és o clichê dos clichês: aquele cujo sorriso me faz suspirar, o abraço me faz tontear e o beijo me tira daqui - me joga pra lá, me arrasta pra cá, não importa onde eu pare... não percebo... não vejo... apenas sinto. Sinto a ti. És o meu lar.
Me tens por inteiro, enquanto de ti recebo apenas singelos carinhos... Queria que pegasse minhas mãos e me levasse por essa vida sob a luz de um doce luar... Me ensina a amar?! Me ensina a amar! Me ensina a amar! Me ensina a amar!



segunda-feira, 16 de julho de 2012

Vers...oh shit!


Xcluida.


Turn Up The Old Photo Effects.

E saiu mais um clipe da senhorinha mais safada da Pop Music Americana. Gent, sério, nem as montações da Lady Gaga não alcançam efeitos tão absurdos quanto os da maquiagem dessa jovem idosa. Não que Madonna esteja esse caco todo que muita bee recalcada diz estar, mas, meu Deus do céu, esse Photoshop dela todas quer pra vida! Corre lá no Instagram, digo, Youtube para checar. Tá diva.





Clica na montagem tosca para aumentar, beesha burra.
Não sou obrigado a ficar medindo o tamanho da página.

Lana Del Rey deve estar chorando 
vitrolas e vinis inteiros com essa pérola.


PS: bom voltar a gravar na Itália depois de ter deixado no passado
aquelas madeixas de "Like a Virgin"
neah gata garotä?


VRAAAW.